Fazer o quê?!

Estudar inglês fora do país é sempre uma boa idéia. Os problemas mais comuns relacionados a isso, no então, são: escolher entre estudar ou trabalhar, para que país ir, que agência escolher, etc. Muitas coisas devem ser levadas em consideração, mas ainda assim, as pessoas parecem um pouco inseguras. Este será o primeiro de uma série de posts sobre o assunto. A idéia é esclarecer as dúvidas mais freqüentes e dar dicas de boas opções para o seu intercâmbio.

Em primeiro lugar, é preciso levar em conta as suas intenções. A maioria das pessoas que se interessa por intercâmbio quer aprofundar os conhecimentos na língua. Mas algumas pessoas aproveitam para trabalhar fora, adquirindo experiência e talvez pagando por uma parte dos custos da viagem. Portanto, antes de escolher qualquer coisa, você precisa ver em qual grupo se encaixa: no de estudantes exclusivamente; no de estudantes que pretendem trabalhar também; ou no de interessados em trabalhar apenas.

Se você pertence ao primeiro grupo, vai encontrar infinitas opções de agências que trabalham com estudos fora do país. Trataremos da escolha da melhor no próximo post. Se você pertence ao segundo grupo, deve saber que é minoria. São pouquíssimas as opções para quem quer trabalhar e estudar. O jeito mais comum é servir de au pair, ou seja, um tipo de babá que trabalha e mora numa casa da família,toma conta de algumas atividades domésticas e freqüenta o curso de língua em outro horário. O problema neste caso é que pouquíssimos países e famílias aceitam homens para a tarefa e há limite de idade para exercer a função. Cheque com a agência que escolher. Esta opção é a mais em conta das três, já que você estuda e trabalha em uma só viagem, recebendo pelo menos o suficiente para pagar suas despezas enquanto estiver em outro país. Também é muito interessante do ponto de vista do aprendizado da língua, já que provavelmente terá contanto com nativos 24 horas por dia.

Por último, há aqueles que querem apenas trabalhar fora. Neste campo há diversas possibilidades, desde emprego na sua própria área de atuação aqui no Brasil até empregos temporários em outros serviços que não exigem experiência. De qualquer forma, você também terá que providenciar tudo através de uma agência e não pense que vai sair barato. A agência cobra um valor para lhe inserir em um emprego em outro país. Os empregos que você irá conseguir também dependem do seu nível de inglês, o que influencia, é claro, no salário que irá receber. Portanto, esta última opção é recomendável para quem já tem uma boa base do inglês, ou então a viagem pode sair mais cara do que ir somente para estudar. Se você acha que seu inglês ainda não está tão bom, opte por um curso integral, para que você possa aproveitar o máximo possível do seu tempo fora! Ou então se você tem dúvidas sobre sua fluência, fale com o seu professor. Quem melhor do que ele para avaliar seu inglês?

Ficou mais claro? Espero que sim! Logo postaremos sobre o melhor jeito de escolher uma agência! Fique ligado!

Beijos

Leila

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s