O que o rei diria?

Para quem não sabe, a lenda do Rei Arthur é original da Grã-Bretanha. Nasceu lá, aparntemente, a partir das histórias contadas sobre um grande líder que viveu entre os séculos V e VII. Diz-se que as histórias reais sobre o tal líder ganharam muitos detalhes e floreios com o passar dos anos, afinal eram passadas de boca em boca, nunca colocadas no papel até o século XII. E como quem conta um conto aumenta um ponto, não se sabe ao certo que parte das histórias atuais sobre o rei medieval é verdadeira e que parte foi criação dos grandes contadores de histórias.

O fato é que a maior parte das pessoas que leram ou assistiram algo sobre as lendas do Rei Arthur viu a história ser contada geralmente sob o ponto de vista do grande rei. Poucas pessoas conhecem a saga de livros da escritora norte-americana Marion Bradley, As Brumas de Avalon. A história do rei aqui é contada do ponto de vista das mulheres que fizeram parte da lenda. É uma diferença interessante para quem gosta de ler sobre o grande rei medieval.

Para quem não tem a mesma coragem de embarcar numa saga de muitas páginas, a peça Avalon, em cartaz no teatro da FIESP, retrata partes dos livros de Bradley. A peça fica em cartaz até o mês de Junho e é gratuita. Quem sabe depois de ver a peça, alguns não sintam enorme curiosidade de saber um pouco mais sobre essa lenda tipicamente britânica?

http://3.bp.blogspot.com/-zb8zkEmK_jA/TbsUe3N2QgI/AAAAAAAAEdA/SN9yF7KBVtk/s1600/fiesp.jpg

http://en.wikipedia.org/wiki/King_Arthur

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s